Carregando

COMO DIFERENCIAR PEDRA NO RIM DE DOR NAS COSTAS?

Você já teve pedra nos rins? Conhece alguém que já teve?

Então preste a atenção esse texto ou nesse vídeo porque é disso que eu vou falar: Pedra nos rins ou Cálculo Renal.

Todo mundo sabe que pedra no rim dói bastante mas é muito comum as pessoas confundirem dor nas costas, conhecida como lombalgia, com dor de pedra no rim.

Para diferenciar tem 4 aspectos que vale a pena prestar atenção:

A primeira diferença é o local da dor: os rins ficam nas costas, mais no alto, próximo ao pulmão, que é onde normalmente começa a dor da pedra. Já na lombalgia, a dor se localiza mais pra baixo.

  • O segundo é que é muito raro os dois rins doerem ao mesmo tempo. Por isso, a dor renal normalmente ocorre em apenas um dos lados. Ou no lado direito ou no esquerdo. Já na lombalgia, a dor pode ocorrer no 2 lados.
  • O terceiro é se a dor piora com a movimentação do corpo: movimentando o tronco para frente, para traz, para um lado e para o outro, levantando as pernas e movimentando os braços, ocorrendo uma piora da dor, é mais provável que seja um problema muscular, dos ossos ou até dos nervos da região, normalmente relacionados à lombalgia e não à dor do rim. Dor do rim não piora e também não melhora com nenhuma movimentação. É comum as pessoas falarem que quando dói, não tem posição. Dói deitada, em pé, sentada etc.
  • E por fim a intensidade da dor. Pedra no rim começa de repente e dói muito. Não é a toa que é considerada uma das pioras dores que existe. A dor normalmente tem momentos de piora e de melhora que são conhecidos como ciclos que normalmente duram de 20 minutos a 1 hora. Já na dor nas costas por lombalgia a dor é menos intensa e normalmente começa devagarinho e vai aumentando lentamente com o passar dos dias e depois fica presente piorando ou melhorando a depender dos movimentos.

Além dessas 4 sintomas, existem outras características de pedra no rim  que é importante reparar, mas para isso é preciso entender um pouco de como a urina é formada.

O local do rim que filtra o sangue é chamado parênquima. Ele filtra o sangue, produz a urina que cai então na via excretora que é basicamente uma tubulação que vai levar a urina do rim até  bexiga.

A urina é uma mistura de água com diferentes sais e cristais. Se na urina tiver pouca água, esses cristais podem se juntar e formar uma pequena pedrinha e que depois vai aumentando.

Se a pedra ficar no parênquima renal ele não dói. Quando cai na via excretora e está próximo ao rim, pode ocorrer a dor e ela é localizada nas costas.

A medida que essa pedra vai descendo em direção a bexiga essa dor muda de lugar. Quando está mais ou menos na metade do uréter (tubo que liga o rim até a bexiga), a dor pode ser localizada na parte lateral da barriga, que é chamada de flanco, e quando está quase na bexiga nas mulheres pode ocorrer dor na vagina e raiz da coxa, e nos homens,  dor no testículo.

Agora imagine uma pedra dura passando dentro dessa via excretora. Muitas vezes ela vai raspando por dentro causando sangramento que,  no final,  sai na urina, esse é um outro sinal comum em quem tem pedra no rim: sangue na urina .

Pode ocorrer também vontade de urinar com mais frequência, ardência quando a urina está saindo, náuseas e vômitos e calafrios.

Na ocorrência desses sintomas, deve-se procurar o Urologista o quanto ante. Porém existe 3 situações que deve-se procurar o Pronto Socorro imediatamente:

  • Se a dor for muito intensa e que não melhora com medicações para dor habituais;
  • Se tiver apenas um rim. Pelo risco do cálculo entupir a saída de urina desse rim.
  • Febre, que é temperatura acima de 37,8o C. O cálculo ao obstruir a passagem de urina ele prejudica um dos principais mecanismos de defesa do rim que é essa lavagem com urina. Isso aumenta a chance de ter uma infecção grave chamada Pielonefrite, isso é uma urgência urológica e por isso deve procurar o Pronto Socorro.

Tem mais uma informação que é importante saber:

Qual a causa da sua pedra no rim ?

Essa resposta não é fácil. Normalmente as pedras são de cálcio ( 80%), mas podem também ser de acido úrico (10%), de infecção urinária  dentre outros.

Quem toma pouco liquido, ingere muito sal aumentam a chance de desenvolver. Além disso, pode ser necessária uma avaliação chamada avaliação metabólica com exames de sangue e urina para identificar a causa mais precisa.

Sabendo a causa é possível orientar medidas comportamentais, hábitos na alimentação específicos para o problema mas para todos é fundamental tomar muito líquido na forma de água, sucos, chás, sopas. Fazendo isso, pode diminuir a chance de ter novos cálculos.

Esse é o objetivo do Canal Doutor Ajuda: te informar. Você estando bem informado ajuda seu médico a chegar no melhor diagnóstico e tratamento.

Você Sabia?

Você sabia que os homens tem mais que duas vezes a chance de ter pedra no rim que as mulheres?

Estima-se que em torno de 10% dos homens e 5% das mulheres vão ter pedra no rim.

detalhes
Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites