Carregando

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DO USO DE ANABOLIZANTES?

Você conhece alguém que já fez uso de esteroides androgênicos anabolizantes? Também popularmente conhecidos como as “bombas” de academia. Preste atenção nesse texto ou nesse vídeo pois esse é o tema de hoje do Doutor Ajuda: Anabolizantes.

A primeira informação a saber é o que é esteroide anabolizante? Nem todos sabem mas o corpo humano produz naturalmente um tipo de hormônio sexual chamado andrógeno. A testosterona é o principal exemplo desse hormônio. Ela é responsável pelo desenvolvimento das características sexuais masculinos, tais como: pelos na face e corpo, músculos grandes e fortes e entonação grossa da voz.

Apesar de ser um hormônio masculino, as mulheres também produzem testosterona, mas em quantidades bem menores que os homens, cerca de 10 a 20 vezes menos.

Esteroides anabolizantes ou simplesmente esteroides são hormônios (andrógenos)  sintéticos produzidos em laboratório.

Existem diferentes tipos de andrógenos sintéticos:

1) Andrógenos sintéticos incluem a Nandrolona (Deca Durabolin®) e o Estanozolol (Winstrol®);

2) Pré-hormônios que se transformam em andrógenos no corpo. Estes incluem a androstenediona e o DHEA.

3) Compostos químicos que ajudam o corpo a produzir mais testosterona: um exemplo é a gonadotrofina coriônica humana (famoso hCG).

Para que servem esses esteroides anabolizantes? A aplicação médica mais usual é a de complementar a dosagem de testosterona em homens que não produzem testosterona em quantidade suficiente.

Entretanto, algumas pessoas (maioria homens, mas às vezes também mulheres) mesmo não tendo deficiência na produção desse hormônio, passam a fazer uso de esteroides anabolizantes. O resultado é que a pessoa passa a ter doses desses hormônios muito maiores do que as necessidades naturais.

No passado, os usuários eram basicamente atletas de alto nível querendo melhorar o rendimento em alguns esportes, que é o que chamado de Doping. Hoje em dia, isso ainda acontece com os atletas mas o que vem ocorrendo a cada vez mais é a disseminação do uso por pessoas comuns, normalmente frequentadores de academia que querem melhorar performance ou por fins estéticos.

Mas esse uso não é isento de complicações e esse ponto que é importante destacar. Existem diversos riscos e efeitos colaterais do uso de esteroides anabolizantes. Dentre esses, é importante citar:

  • Problemas no fígado como hepatite medicamentosa e Câncer de Fígado;
  • Alterações de humor como agressividade e distúrbios psiquiátricos como ansiedade ou depressão;
  • Aumento das células vermelhas do sangue e, consequentemente, um aumento do risco de trombose (formação de coágulos nos vasos sanguíneos).

Em homens o uso dos esteroides anabolizantes fazem com que os testículos diminuam de tamanho e fiquem bem pequenos, reduzindo também a produção da testosterona natural pelo corpo bem como da formação de espermatozoides.

Na maioria das vezes, mas nem sempre, esses problemas do testículo  podem ser revertido se o homem parar de tomar os andrógenos, mas pode levar um longo tempo até normalizar. Alguns homens persistem com o testículo atrófico e com baixa função de forma persistente mesmo com a suspensão do uso.Um outro efeito também bastante indesejado e comum é o crescimento da mama masculina.

Já em mulheres, os andrógenos também podem ter o efeito virilizante masculino causando engrossamento da voz e crescimento excessivo de pelos na face e em outras partes do corpo.

Em adolescentes, os andrógenos podem levar a fechamento precoce da cartilagem de crescimento, levando a diminuição da altura final.

Tem mais dois  aspectos que deve se saber sobre o uso de esteroides:

O primeiro é a forma do uso e a dependência. Como já foi dito, existem vários andrógenos sintéticos com diferentes características. A maioria das pessoas faz uso de vários desses hormônios misturados para otimizar o resultado desejado que normalmente é o de aumentar o volume muscular e o de definição. Fazem isso na forma de ciclos em que intercalam períodos com uso de uma substância, depois da outra e depois períodos sem uso.

O corpo diante de doses tão altas desses hormônios para de produzir naturalmente o hormônio masculino e quando a pessoa deixa de usar os esteroides o que ocorre é uma diminuição brusca e muitas vezes duradoura da taxa de testosterona, a chamada fase rebote. Nessa fase podem surgir os efeitos de disfunção erétil, falta da libido, diminuição da massa muscular e muitos outros. Tudo isso faz com que o individuo queira fazer uso novamente de mais esteroides anabolizantes e assim prosseguir por longo período. Quanto mais tempo usando, maiores os riscos de tumor de fígado, trombose etc.

O segundo aspecto é uma dúvida frequente entre as pessoas é o da dose. Existe dose segura de uso? Existe tempo seguro? Existem profissionais de saúde, mesmo médicos, que falam coisas diferentes do que foi dito aqui. Quando existe essa controvérsia o recomendado é seguir o que o consenso de médicos especialistas no assunto recomenda. As sociedades médicas não recomendam o uso de esteroides anabolizantes para quem tem produção de testosterona normal.

Caso tenha dúvida sobre o tema ou se já faz uso dessas substâncias e quer parar, procure um Endocrinologista.

Esse é o Canal Doutor Ajuda e nosso objetivo é te transformar em um paciente mais bem informado para uma consulta médica.

Links Relacionados

https://www.endocrino.org.br/media/uploads/PDFs/folder_anabolizantes_novo.pdf

https://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-uso-de-anabolizantes/

https://www.endocrine.org/~/media/endosociety/files/advocacy-and-outreach/position-statements/all/steroidabusepositionstatementwheader.pdf?la=en

http://m.eje-online.org/content/173/2/R47.full.pdf

detalhes
Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites