Mioma no útero

Mioma é um tumor benigno do útero. É muito comum as pessoas confundirem mioma com câncer, mas o mioma não é câncer. Por ser um tumor benigno, ele não dá metástases e não invade outros órgãos.

O mioma é muito comum. Existem estudos que mostram que metade das mulheres, ou seja, 50% delas, com idade entre 30 e 50 anos podem ter mioma. Mas é importante ressaltar que a maioria das mulheres não tem sintomas, é assintomática. Elas acabam descobrindo o mioma através de algum exame, como por exemplo o ultrassom, solicitados por outras razões.

O principal sintoma do mioma é o sangramento aumentado. Uma mulher com mioma pode notar um fluxo maior, sangrando muito mais que o normal no período menstrual. As mulheres notam isso principalmente através do aumento do número de absorventes durante o período menstrual ou pela presença de coágulos, pedaços de sangue durante o sangramento.

Uma segunda situação é ter um sangramento prolongado. Geralmente as mulheres sangram até 7 dias durante a menstruação. A duração do sangramento é importante, mas o que mais importa é a mudança no padrão de menstruação. Se, por exemplo, uma pessoa normalmente sangra três dias e passa a sangrar cinco dias por alguns meses, isto é uma mudança no padrão, que deve ser valorizada.

os dois casos, o volume de sangue que a mulher perde pode ser maior que a sua capacidade de produzir um novo sangue, e o resultado é uma anemia, com os sintomas de palidez da pele, falta de energia, cansaço constante, tontura, dentre outros.

Além do sangramento, o mioma pode causar:

  • Sensação de peso no pé da barriga;
  • Cólicas;
  • Desejo de urinar com maior frequência;
  • Dificuldade de esvaziar a bexiga;
  • Constipação;
  • Dor na relação sexual;
  • Infertilidade e/ou abortamento. Dependendo da localização, o mioma pode obstruir a tuba uterina, dificultando a chegada do espermatozoide até o ovulo, causando a infertilidade. Além disso, o mioma pode distorcer o formato do útero, dificultando a gravidez e o crescimento do bebê, sendo uma causa de abortamento.

Duas principais razões justificam o fato do mioma poder dar tantos sintomas diferentes, ou até mesmo não dar nenhum sinal: o tamanho e a localização.

Existem basicamente três localizações de miomas:

  • os subseroros, que ficam na parte de fora do útero;
  • os intramurais, que ficam no músculo do útero;
  • e os submucosos, que ficam na parte de dentro do útero, dentro da cavidade endometrial.

Enquanto os subserosos tendem a comprimir mais outros órgãos os submucosos estão mais associados a sangramento e infertilidade.

Existem mais dois aspectos importantes que devem ser mencionados:

  • Fatores de Risco

A medicina ainda não sabe ao certo a causa do mioma. Mas sabe-se que existem algumas condições que aumentam o risco de se ter mioma, e que são chamadas de fatores de risco. Os principais fatores de risco são:

  • Genéticos: se uma pessoa tem outras mulheres na família, principalmente mãe e irmãs, que tem ou tiveram mioma, essa pessoa tem maior chance de ter mioma.
  • Raça: as mulheres da raça negra têm maior predisposição a ter miomas, de formas mais graves do mioma, em maior número e em idade mais precoce;
  • Dieta rica em carne vermelha
  • Consumo de álcool;
  • Obesidade;
  • Deficiência de vitamina D;
  • Idade precoce da menstruação.
  • Sinais de Alerta

Outros fatores importantes são os sinais de gravidade, que na medicina chamamos de sinais de alerta. Os principais são:

  • Sangramento agudo vaginal importante, conhecido como hemorragia, com sensação de desmaio, rebaixamento da pressão arterial, tontura e palidez;
  • Dor no pé da barriga, forte, que se inicial de repente e só piora.

Nestas duas situações deve-se procurar o Pronto Socorro para ser avaliada.

Existe uma terceira situação que é extremamente rara, mas que se deve ficar atenta: miomas muito grandes ou com crescimento muito rápido, em especial em mulheres após a menopausa. Massas uterinas grandes, com crescimento rápido, podem não ser miomas, mas sim sarcomas, um tumor maligno. É importante ressaltar que isto é raríssimo, mas nessa suspeita é recomendado procurar o médico no consultório, o quanto antes. Portanto, o mioma não é câncer, mas pode atrapalhar muito a qualidade de vida de uma mulher. Ele tem tratamento com altas taxas de sucesso.

Se surgirem os sintomas de mioma citados acima é importante procurar um médico Ginecologista.

Assista no vídeo a seguir a explicação de nosso especialista!

Inscreva-se em nosso canal. 

Postamos vídeos novos todas as quartas às 11h!

Fique conectado

Acesse nosso facebook.

Fale conosco por e-mail:

Receba as novidades do Dr. Ajuda direto no seu e-mail!



Copyright – All rights reserved – Estes vídeos não dispensam uma consulta médica.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites