Sangramento vaginal

Hemorragias genitais ou sangramento vaginal aumentado são sangramento anormais pela vagina. Entretanto, pelo fato do sangramento que ocorre na menstruação ser muito diferente de mulher para mulher, nem sempre pode-se saber se uma pessoa está com sangramento vaginal aumentado.
Mas existem alguns sinais que podem ser observados:

  • Sinais de anemia: palidez, fraqueza, tontura, cansaço;
  • Sangramento vindo com coágulos;
  • Uso de mais absorventes do que usava antes.
  • Se algum desses sinais estiver presente, a primeira informação que deve-se saber é se existe o risco de gravidez. Se for o caso, e se o sangramento for forte, isto pode ser um aborto ou até mesmo uma gravidez ectópica, fora do útero. Neste caso, pode ocorrer também uma dor forte no pé da barriga. Isso pode ser um caso grave e, por isso, deve-se procurar um Pronto Socorro.
    Descartada a possibilidade de gravidez, outras informações que deve-se ter antes de ir ao médico são:

    • Se os ciclos menstruais são regulares, ou seja, se o intervalo entre uma menstruação e outra é sempre o mesmo;
    • Se o que está aumentado é o fluxo de sangue e/ou a duração da menstruação;
    • Se o sangramento que está vindo aumentado é o da menstruação ou é um sangramento que está vindo fora do período esperado;
    • Se tem certeza que o sangramento é vaginal. O sangramento pode estar vindo do reto ou da bexiga. Os sangramentos relacionados à bexiga e ao reto são exceção e, normalmente, têm relação com a micção ou com a evacuação.

    O sangramento pode ter origem da vagina, mas estes sangramentos geralmente são menores, e têm relação com algum trauma na relação sexual ou a um corpo estranho (objetos na vagina).
    A principal origem da hemorragia genital é aquele vindo do útero. A causa para esse aumento do sangramento no útero pode ser um problema no próprio útero, ou um problema sistêmico que interfere no útero.

  • As causas uterinas normalmente estão relacionadas a problemas benignos como miomas, pólipos ou adenomiose, mas também podem estar associados a tumores, especialmente câncer de colo de útero ou câncer de endométrio. Por isso, é muito importante levar ao médico o último exame de Papanicolau, e informar os antecedentes ginecológicos e familiares.
    Com relação às causas sistêmicas, elas estão relacionadas principalmente a problemas hormonais, estresse e a medicamentos. Portanto, deve-se reparar se:

    • houve aumento de pelos e espinhas;
    • tem saído leite pelo mamilo, mesmo sem estar amamentando;
    • está havendo queda de cabelo;
    • houve ganho ou perda de muito peso;
    • existe algum problema de tireoide;
    • está muito estressada;
    • está fazendo exercício físico muito intenso. O estresse seja ele físico, como exercício muito intenso, ou emocional podem interferir na menstruação.
    • está tomando alguma medicação que possa interferir na menstruação, como os anticoagulantes, algumas medicações antidepressivas e anticonvulsivantes, DIU, esteroides, entre outros.

    Existem mais três situações de sangramento vaginal aumentado que merecem destaque.

    1. Hemorragias perto da idade da primeira menstruação. Nessa idade as causas uterinas e vaginais são raras, sendo os problemas de coagulação as principais hipóteses. Deve-se observar se há sangramentos em outros lugares também, como sangramento quando se escova os dentes, sangramento nasal, ou se há demora em parar de sangrar quando se corta.
      É importante saber também se há histórico na família de algum problema de coagulação ou sangramento excessivos. Sangramentos fortes nas primeiras menstruações podem ser o primeiro sinal de um problema de coagulação.

    2. Hemorragias próximo à idade da menopausa. Neste período próximo à menopausa chamado de Climatério, que ocorre quando a mulher tem por volta de 40 a 50 anos, podem ocorrer alguns sangramentos vaginais intensos devido às alterações hormonais próprias desta fase. Muitas vezes o ciclo da mulher fica irregular, espaçando as menstruações, mas quando vem o sangramento, ele vem muito intenso.
      Hemorragias próximo à idade da menopausa.
    3. Hemorragias que podem ser graves. Existem algumas situações que deve-se procurar imediatamente o Pronto Socorro. São elas:
      • Sangramento vaginal forte com dor no pé da barriga e suspeita de gravidez;
      • Sangramento com febre ou algum corrimento forte ou malcheiroso;
      • Sangramento muito intenso, com algum sinal de anemia como fraqueza, tontura ou cansaço.

    Existem inúmeras outras causas de hemorragias genitais. Uma mulher com esse problema deve prestar atenção nos sintomas mencionados, e procurar um Ginecologista.

Assista no vídeo a seguir a explicação de nosso especialista!

Inscreva-se em nosso canal. 

Postamos vídeos novos todas as quartas às 11h!

Fique conectado

Acesse nosso facebook.

Fale conosco por e-mail:

Receba as novidades do Dr. Ajuda direto no seu e-mail!



Copyright – All rights reserved – Estes vídeos não dispensam uma consulta médica.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites