Dor no testículo

Existem várias doenças que têm como sintoma a dor no testículo. Isso dificulta o diagnóstico. Portanto, relatar alguns pontos importantes ao médico, o ajudará muito no diagnóstico. Para isso, é preciso antes conhecer algumas informações sobre o testículo.
Ainda na fase embrionária, quando o bebê ainda está sendo formado, o testículo se origina próximo ao rim, na parte de traz do abdome. Conforme o bebê vai se desenvolvendo, o testículo vai migrando em direção à bolsa escrotal. Nesse processo, todos os vasos que nutrem o testículo, que são a artéria, a veia, e os vasos linfáticos, são originados no abdome, e chegam ao testículo por uma estrutura chamada de cordão. A inervação do testículo é comum à inervação do abdome. Por esta razão, problemas no testículo podem causar dor abdominal. Da mesma maneira, problemas abdominais podem causar dor no testículo. Se, por exemplo, um homem leva uma bolada no escroto em um jogo de futebol, ele tem inicialmente dor no testículo mas depois a dor vai para a barriga.

Entendido isso, se um homem está com dor no testículo, a primeira informação que ele deve saber é há quanto tempo está com dor.
Se não ocorreu nenhum trauma no escroto e, em um intervalo pequeno de tempo, começou a sentir dor no testículo e o volume do escroto começou a aumentar, isso pode ser uma urgência urológica chamada Escroto Agudo.

Nesse caso deve-se procurar o quanto antes uma orientação médica, ou um Pronto Socorro ou um Urologista.
Se essa dor iniciou de repente e, em poucas horas, passou a ser muito intensa, isso pode sugerir uma torção de testículo. Esse é o nome para o problema quando o testículo gira no seu próprio eixo, torcendo o cordão de vasos que o nutre, e impedindo o fornecimento de sangue para o testículo. Em um intervalo de tempo pequeno o testículo começa a morrer. O quadro clínico mais comum é uma dor de início súbito, que em um pouco tempo fica muito intensa, e o testículo que foi acometido fica inchado e mais elevado que o testículo do outro lado. Isso pode ocorrer em homens de qualquer idade, mas é mais frequente em jovens de 12 a 18 anos.

A história típica é de uma dor de início súbito quando este jovem está dormindo. A explicação disso é que durante certas fases do sono ocorrem contrações musculares involuntárias e em uma dessas contrações, em quem tem predisposição, pode ocorrer a torção do testículo. A torção de testículo é uma urgência Urológica. O testículo torcido fica sem sangue e deixa de funcionar em um período de 3 a 6 horas. Por esse motivo, é preciso procurar o Pronto Socorro o quanto antes.

Se a pessoa estiver com febre e com o escroto avermelhado e quente, isso pode sugerir uma infecção no testículo chamada de Orquiepididimite. Este quadro pode provocar dor no testículo e inchaço, mas essa dor não é tão abrupta como as torções de testículo. Esse é um processo mais gradual, em que a dor vai piorando lentamente até chegar a uma dor importante. Além disso, uma outra característica da Orquiepididimite é a ardência para urinar.
É comum se ter uma infecção no testículo e essa infecção estar associada a outras infecções, como infecções urinárias e prostatites.

É importante saber também se está ocorrendo algum corrimento pelo canal da urina, ou se existe alguma chance de ter alguma doença sexualmente transmissível. As DSTs também podem provocar infecções no testículo, causando esses sintomas. Outro ponto importante é saber se um ou os dois testículos estão afetados.

As orquiepididimites, na maioria das vezes, são causadas por bactérias e acometem apenas um testículo. Quando os dois testículo estão acometidos, é mais provável que seja um quadro viral. O mais comum é o vírus da Caxumba. Popularmente é conhecido como a Caxumba que desceu. Este é um caso de orquite viral, que acomete os dois testículos. Os quadros virais são mais comuns na infância, enquanto os quadros bacterianos predominam entre adultos, após o início da atividade sexual.
No caso de existir algum abaulamento na região inguinal, próximo à virilha, que piora quando se faz força, isso pode ser hérnia. A hérnia é uma das causas de dor no testículo. Nesse caso, deve-se reparar se o abaulamento piora ao tossir, ao fazer força para evacuar, ao pegar peso, ou ao agachar, e se a dor no testículo tem associação com essas ações. Uma outra característica que sugere hérnia é que, da mesma forma que aparece o abaulamento com o esforço, ele desaparece quando ao ficar em repouso ou ao deitar.

Esse desconforto no testículo pode ficar ainda maior nos casos de hérnia, em duas situações:

  • se parte do conteúdo da cavidade abdominal vai em direção ao escroto, o que é chamado de hérnia inguinoescrotal.
  • se parte do conteúdo abdominal fica preso no orifício da hérnia, o que é chamado de hérnia encarcerada. Isso dificulta a passagem dos gases e também da chegada de sangue.

No casos de hérnia encarcerada irá se notar:

  • Dor e vermelhidão no abaulamento originado na hérnia;
  • Distensão abdominal, muitas vezes com dificuldade de eliminação dos gases e das fezes.

Se existir suspeita de hérnia encarcerada é preciso procurar o Pronto Socorro imediatamente.
Deve-se notar também a existência recente de algum problema abdominal. Como dito anteriormente, dores no testículo podem dar dores abdominais, e dores abdominais podem causar dores no testículo.

Dentre os problemas abdominais que podem causar dores no testículo, dois deles devem ser destacados:

  1. Pedra no rim: a pedra no rim normalmente dá dor nas costas, próximo aos pulmões, mas à medida que o cálculo vai migrando para ser eliminado, essa dor vai mudando para o flanco e, quando a pedra está quase na bexiga, a dor no homem é na raiz da coxa ou no testículo. Essa é uma dor que confunde com o problema no testículo propriamente dito. Deve–se suspeitar que a dor no testículo tem como origem a pedra que está migrando se, além da dor, houver histórico de cálculo, sangue na urina, dor em cólica (que é uma dor de fortíssima intensidade e intermitente), e vontade de urinar várias vezes.
  2. Viroses intestinais: as viroses intestinais podem ter diversos sintomas como dor em queimação no estômago, dor generalizada em toda barriga, distensão abdominal, diarreias, e também podem causar dor no testículo. Normalmente os primeiros sintomas são abdominais e depois de alguns dias surge a dor no testículo. Como essas viroses transmitem facilmente, outra informação que pode ajudar é se existem outras pessoas ao redor, especialmente crianças, com essas viroses.

Existem muitas outras causas de dor no testículo. Portanto, se um homem estiver com dor no testículo, é muito importante prestar atenção nos sintomas mencionados e procurar u médico, no caso um Urologista.

Assista no vídeo a seguir a explicação de nosso especialista!

Inscreva-se em nosso canal. 

Postamos vídeos novos todas as quartas às 11h!

Fique conectado

Acesse nosso facebook.

Fale conosco por e-mail:

Receba as novidades do Dr. Ajuda direto no seu e-mail!



Copyright – All rights reserved – Estes vídeos não dispensam uma consulta médica.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites