Queda em idosos

Queda em idosos é um problema muito importante de saúde, não só por ser muito frequente, mas também por ter um impacto muito negativo na vida do idoso. Para se ter uma ideia de como isso é comum, 30% dos idosos acima de 60 anos têm pelo menos uma queda no ano. Idosos com mais de 80 anos metade caem pelo menos uma vez no ano.

Após a queda, os resultados podem ser desastrosos em suas vidas como, por exemplo, quebrar uma perna de pois da queda e ficar na cama ou restrito a uma cadeira, ou até mesmo chegar a falecer devido a complicações relacionadas à queda. Mesmo quando a queda não resulta em fratura ou outro dano pior, ela abala muito o idoso. Muitas vezes o idoso passa a ficar inseguro e deixa de sair de casa para não se expor ao risco de cair novamente, prejudicando muito um dos pontos mais importantes em suas vidas, que é a sua independência.

Cair não é normal. É comum acontecer, mas não é normal. Se isso estiver acontecendo é importante prestar atenção em três aspectos muito importantes antes de procurar o médico: o idoso, o local, e a ocasião em que a queda aconteceu.

Problemas do idoso

Com relação ao idoso, existem alguns aspectos muito importantes a serem observados:

  • Como o idoso está caminhando: Com o processo de envelhecimento ocorre a perda de massa muscular, e o padrão de marcha se altera. O idoso passa a levantar pouco a altura da passada ao caminhar, um pé ultrapassa pouco o outro, e ele dá vários passos curtos ao invés de passadas longas para caminhar. Isso aumenta muito o risco de queda;
  • Problemas de saúde: Existem vários problemas de saúde que podem estar relacionados ao maior risco de quedas. Problemas neurológicos como Parkinson ou sequela de derrame podem alterar muito o padrão da marcha, aumentando o risco de cair. Doenças nas articulações, como a artrose do quadril ou do joelho também aumentam esse risco;
  • Problemas na visão: A visão também se altera com o processo de envelhecimento. A catarata pode aparecer, a adaptação quando mudamos de ambientes escuros para claros fica mais lenta, e isso pode aumentar o risco de cair;
  • Problemas de equilíbrio;
  • Acordar muitas vezes a noite para ir urinar: Para quem tem dificuldade em caminhar, acordar à noite para ir ao banheiro pode ser um momento de risco para quedas, porque o idoso está mais desatento, mais sonolento, o ambiente está escuro, pode ter objetos no meio do caminho, o que aumenta muito o risco de cair;
  • Uso de alguns medicamentos: Remédios podem ter vários efeitos colaterais, principalmente nos idosos. Eles podem causar sonolência, tontura, oscilação rápida da pressão, e tudo isso pode aumentar o risco do idoso cair. Esse é um ponto importante de ser observado antes de ir ao médico: quais remédios o idoso está tomando, quais horários esses medicamentos são tomados, ou se está tomando alguma medicação diferente daquela que foi prescrita. É recomendado que se leve ao médico não só a receita médica, mas também as caixas dos remédios para que se possa mostrar ao médico exatamente como está sendo o uso dessa medicação e tudo o que está sendo tomado.

Local das quedas

O segundo aspecto a ser observado são os fatores externos relacionados ao risco de cair: o local em que as quedas acontecem. É importante observar onde estão ocorrendo as quedas e se elas ocorrem sempre no mesmo local. Estamos no Brasil, onde infelizmente as ruas são muito esburacadas, as calçadas são irregulares, e os ônibus têm degraus muito altos. Isso tudo aumenta muito o risco do idoso cair.

É importante também prestar atenção na casa e no dia a dia do idoso. A existência de pisos escorregadios, tapetes soltos, móveis baixos na área de circulação, sapatos soltos nos pés como chinelos, são fatores relacionados a quedas e, por isso, devem ser evitados.

Ocasião da queda

O terceiro aspecto muito importante a ser observado é a circunstância em que ocorreu a queda. É importante observar o que o idoso estava fazendo antes de cair, o que sentiu antes da queda, se sentiu tontura, sensação de desmaio, escurecimento visual ao levantar, ou palpitação no peito. Entender a situação em que as quedas ocorrem é muito importante para o médico identificar a causa do problema.

É importante lembrar que a queda também pode ser um sinalizador de problemas de saúde que até então não foram diagnosticados.

Portanto, em caso de quedas de idosos é importante buscar ajuda de um médico Geriatra.

Assista no vídeo a seguir a explicação de nosso especialista!

Inscreva-se em nosso canal. 

Postamos vídeos novos todas as quartas às 11h!

Fique conectado

Acesse nosso facebook.

Fale conosco por e-mail:

Receba as novidades do Dr. Ajuda direto no seu e-mail!



Copyright – All rights reserved – Estes vídeos não dispensam uma consulta médica.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites