Dor de barriga parte de cima

Dor de barriga é um tema é bastante complexo e extenso. Na Parte 1 foram abordadas as características das dores na parte de cima da barriga. Nesta segunda parte serão abordadas as principais características a serem observadas para entender as causas mais comuns das dores na parte de baixo da barriga.

Dores na parte inferior da barriga, próximo aos ossos da bacia, também conhecida como dor no pé da barriga.

Nessa situação deve-se reparar se:

A dor fica mais localizada à Direita ou à Esquerda

Deve-se observar se essa dor piora quando se faz força, e se existe a formação de algum abaulamento na região da dor. Isso pode ser hérnia. Normalmente ocorre apenas de um lado, mas pode ocorrer dos dois lados também. A característica mais sugestiva é que a dor piora quando se faz força, pega um peso ou agacha, e melhora quando se deita. Da mesma forma, ao fazer força o abaulamento aparece ou aumenta, e ao deitar ele diminui ou desaparece.

A dor começou próximo ao umbigo e agora está forte e localizada na parte direita do abdome.

Isso pode ser apendicite. Na apendicite a dor se inicia leve, normalmente ao redor do umbigo, e após algumas horas a dor deixa de ocorrer no umbigo e passa a ficar concentrada na parte inferior direita da barriga (próxima à região inguinal), e que só piora, ou seja, a dor não melhora, independentemente da posição. Ao apertar, a dor pode piorar ainda mais. Pode aparecer também febre baixa, falta de apetite, enjoo, vômitos e dificuldade em evacuar ou soltar gases.

Se o paciente tiver sintomas semelhantes a esses da apendicite, mas a dor se localizar do lado esquerdo, especialmente se tiver mais de 40 anos, deve-se considerar a possibilidade de uma diverticulite.

Se a dor for mais central, deve-se avaliar se:

Pode ter uma infecção urinária, conhecida por cistite

Problemas na bexiga, como cistite infecciosa ou mesmo intersticial, podem causar dor no pé da barriga. Sendo esse o caso, ao esvaziar a bexiga, urinando, a dor melhora e conforme a bexiga vai enchendo essa dor piora. Sintomas infecciosos como ardência para urinar, urina com odor fétido, ir várias vezes ao banheiro urinar também devem ser avaliados.

No caso dos homens, sempre deve ser avaliado o testículo. Problemas testiculares como torção, infecção, ou traumas podem causar dor testicular e também dor abdominal. A dor abdominal também pode se manifestar como dor no testículo.

No caso das mulheres, é fundamental checar se não há possibilidade de atrasos menstruais que podem sugerir gravidez, endometriose, infecções genitais com corrimento, dentre outros.

A dor piora com alguma movimentação

Deve-se verificar se a dor não piora com alguma movimentação do abdome, quadril, ou quando movimenta as pernas. Pubeite, dores no quadril, contraturas musculares também podem causar dores abdominais na parte de baixo da barriga.

Sangue na urina, dores fortes em um dos lados das costas

Uma outra causa de dor no abdome é pedra no rim. Quando a pedra está no rim a dor se concentra mais nas costas, mas à medida que o cálculo vai descendo em direção à bexiga, a dor passa a se localizar na parte lateral da barriga, o que é chamado de flanco, e quando a pedra está quase chegando na bexiga a dor pode ocorrer próximo ao pé da barriga, nas mulheres na vagina e nos homens no testículo. Nos casos de pedra no rim, além dessa localização da dor, a dor é de fortíssima intensidade em cólica, e normalmente é acompanhada de sangue na urina, vontade de ir urinar várias vezes, náuseas e vômitos. Outros problemas como apendicite, diverticulite, hérnia umbilical, dentre outros também podem causar dor nessa região.

Dor em toda a barriga e como está o hábito intestinal

Existe uma série de problemas que podem causar dor em toda a barriga como viroses, verminoses, gases, intestino preso, problemas intestinais mais graves como tumores ou quadros inflamatórios mais agudos como apendicite, diverticulite, ou úlceras perfuradas.

Como dito na primeira parte, é importante saber que nem sempre a localização dos sintomas fica clara e esses sintomas presentes, o que dificulta o médico a fazer o diagnóstico. Existem outras informações que é importante observar e relatar como:

  • Há quanto tempo começou a dor. Nos casos de dores que melhoram e pioram, de quanto em quanto tempo aparecem, e se tem algo que faz que piora.
  • Como está o hábito intestinal, se está com intestino preso ou com diarreia e desde quando isso está acontecendo ou se houve alguma mudança nos últimos tempos.
  • Se está perdendo peso mesmo comendo as mesmas quantidades de comida que sempre come.
  • Se tem alguém na família que já teve algum problema semelhante
  • Se houve alguma mudança na vida, como medicação, exercício, ou dietas.

Entendido isso, é muito importante saber quando se deve procurar um Pronto Socorro por dor de barriga.

Existem vários sinais de alerta. Desses, é importante destacar onze:

  1. Dor de barriga que piora constantemente ao longo do tempo;
  2. Dor de barriga tão grave que a pessoa não pode se mover por causa da dor, ou não pode ficar parado ou encontrar uma posição confortável;
  3. Dor que piora quando se aperta e se solta a barriga;
  4. Dor apareceu após trauma, como um acidente de carro ou uma queda. Esse trauma pode ter causado alguma lesão importante em um dos órgãos do abdome;
  5. Se junto com a dor de barriga a pessoa sentir pressão ou dor no peito, lembrando que um infarto do coração pode causar dor no peito e também no abdome;
  6. Febre persistente;
  7. Fezes com sangue vista no vaso sanitário, o que indica presença de sangue em maior quantidade;
  8. Náusea e vômito persistentes que o impedem de se alimentar ou beber líquidos;
  9. Se a pele e olhos aparecem amarelados, o que é chamado de icterícia, indicando um problema no fígado ou na drenagem da bile;
  10. Barriga cada vez mais distendida e inchada do abdome;
  11. Suspeita de apendicite, diverticulite, pancreatite com as características mencionadas.

Em todos esses casos é recomendado que se procure um Pronto Socorro o quanto antes para uma avaliação médica de urgência.

Não sendo esse o caso e a dor continuar persistente, deve-se prestar atenção nos sintomas mencionados e procurar um médico, de preferência um Cirurgião Geral ou Cirurgião do Aparelho Digestivo. No caso das mulheres com dor no pé da barriga, um Ginecologista pode ser indicado.

É importante lembrar também que se junto com a dor a pessoa também tiver perda de peso, sangramento ou alteração do hábito intestinal, como dificuldade ou diminuição das vezes que vai ao banheiro evacuar, pode ser uma causa mais grave e a consulta deve ser marcada o mais rápido possível.

Assista no vídeo a seguir a explicação de nosso especialista!

Inscreva-se em nosso canal. 

Postamos vídeos novos todas as quartas às 11h!

Fique conectado

Acesse nosso facebook.

Fale conosco por e-mail:

Receba as novidades do Dr. Ajuda direto no seu e-mail!



Copyright – All rights reserved – Estes vídeos não dispensam uma consulta médica.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites