Hipotermia

Hipotermia é uma condição médica grave, com grande potencial de morte. A hipotermia é definida como temperatura central abaixo de 35ºC, sendo essa temperatura medida por termômetro inserido no esôfago. Alternativamente podemos medir essa temperatura na cavidade retal ou na bexiga, mas a temperatura esofágica é mais representativa da temperatura dentro do tórax.

Apesar do Brasil ser um país de clima tropical, a hipotermia pode também ocorrer. Os invernos em alguns locais do Brasil podem ser muito rigorosos e a temperatura pode ficar abaixo de 10ºC, quando pode-se preocupar com a possibilidade de alguém ficar com hipotermia.

Em países onde há inverno rigoroso, a hipotermia pode acontecer principalmente por acidentes. Por exemplo, a queda ou afogamento em rios ou lagos de água gelada, avalanches de neve, durante esportes de inverno em que uma pessoa pode se perder ou acidentar, ficando exposta à neve com temperaturas muito baixas.

Nosso organismo produz constantemente calor, principalmente por causa do metabolismo basal. Uma grande parte dessa energia é produzida no coração e no fígado, mas também pela atividade muscular e outras atividades que o nosso corpo tem, que produzem calor. Ao mesmo tempo que produzimos calor, também perdemos calor pelo corpo através de evaporação (suor), radiação (pela pele), condução (por contato direto) e por convecção (transferência direta de calor por correntes de ar ou água). A maior parte dos casos de hipotermia acontecem por perdas exageradas por convecção, no contato com correntes de ar frio ou de água fria.

Quando estamos perdendo calor, nos protegemos para evitar essa perda, usando roupas e procurando abrigo. Uma outra forma de nos proteger dessa perda, é aumentando a atividade muscular. São os calafrios.

A hipotermia acontece quando estes mecanismos não são suficientes para vencer a perda de calor. Portanto, para sofrer hipotermia é preciso algumas condições: um frio extremo e a incapacidade de se proteger desse frio extremo.

Nos países com frio extremo, as pessoas sujeitas à hipotermia são geralmente pessoas acidentadas (avalanches, afogamento em lagos gelados, etc.).

No  Brasil,  as pessoas  mais expostas  à hipotermia são  as pessoas em situações sociais frágeis. Por exemplo, moradores de rua, alcoolistas, usuários de drogas, além de pessoas idosas que não conseguem se proteger adequadamente, seja por condições financeiras, seja por diminuição da cognição. Algumas medicações também podem predispor a isso.

A hipotermia é classificada a partir da temperatura medida na região central do corpo, geralmente a temperatura esofágica. Quando essa temperatura está entre 32 e 35º C ela é considerada leve, quando está entre 28 e 32º C é considerada moderada, e abaixo de 28º C é considerada hipotermia grave. Clinicamente, o que se percebe é que na hipotermia leve, o paciente irá apresentar muitos tremores, mas provavelmente estará consciente. Na hipotermia moderada deverá apresentar confusão mental, e na hipotermia grave é bem provável que o paciente esteja inconsciente.

Se alguma pessoa em situações de risco (moradores de rua, alcoolistas, drogaditos) for encontrada na rua em possível estado de hipotermia, deve-se chamar imediatamente o pronto socorro. Deve-se também evitar mexer em pessoas com hipotermia, pois o coração fica mais sensível e pode causar arritmias graves.

O tratamento é feito em unidades de emergência. A primeira coisa a ser feita é retirar roupas úmidas que possam contribuir para a perda de calor, colocar roupas aquecidas e manter em ambiente aquecido. Para casos mais graves é feito

um aquecimento ativo, principalmente na região central do corpo, em detrimento dos membros, usando líquidos aquecidos, toalhas quentes, banhos aquecidos, para aumentar a temperatura interna. Para casos ainda mais graves, é feito aquecimento central, usando soros aquecidos ou fazer diálise peritoneal com soro aquecido. A mortalidade depende do estágio que a pessoa se encontra, e fundamentalmente das condições clínicas prévias da vítima.

Se existir suspeita de uma pessoa estar com hipotermia, deve-se levá-la rapidamente ao Pronto Socorro para que o tratamento possa ser instituído.

Assista no vídeo a seguir a explicação de nosso especialista!

Inscreva-se em nosso canal. 

Postamos vídeos novos todas as quartas às 11h!

Fique conectado

Acesse nosso facebook.

Fale conosco por e-mail:

Receba as novidades do Dr. Ajuda direto no seu e-mail!



Copyright – All rights reserved – Estes vídeos não dispensam uma consulta médica.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites