COMO EVITAR A PROLIFERAÇÃO DE PERNILONGOS?

Existem várias doenças que tem forte impacto na saúde que são transmitidas por mosquitos/pernilongos como a Dengue, Zika vírus, Chikungunya, Febre Amarela e Malária. Para evitar essas doenças, estratégias individuais como o uso de repentes são fundamentais para se evitar a picada desses mosquitos. Além dessas estratégias, algumas medidas para combater a sua proliferação também são fundamentais. Por isso, algumas características sobre o mosquito são importantes, em especial 3 delas:

    1. A primeira é que os pernilongos ou mosquitos em sua vida passam por fases, que é o que é conhecido por fases do desenvolvimento: ovo, larva, pupa e adulto. As três primeiras fases ocorrem na água e a ultima na terra ou voando. Todo esse ciclo de vida dos mosquitos, de ovo a adulto, leva em média 8-10 dias.
    2. A segunda é que a fêmea do pernilongo, que tem uma vida média de 30 dias, coloca centenas de ovos por vez (cerca de 200 a 400 por vez). Esses ovos, que podem aguentar até 1 ano sem chuva, podem eclodir em menos de 1 semana e liberar muitas larvas de uma só vez, e em pouco tempo se transformar em mosquitos adultos.
    3. A terceira informação é que de modo geral, os mosquitos podem se dispersar passivamente em recipientes criados pelo homem como: vasos de plantas, containers de carga em navios e aviões, dentre outros. Essa forma é que justifica um mosquito africano estar presente no Brasil.
        

Naturalmente o mosquito não se dispersa muito. Ele voa de 200 metros a 1,5 km em média. Mas habitualmente não precisam voar tanto no nosso meio porque encontram comida relativamente fácil.
Essas informações tem importância na prática pois mostram que o pernilongo que está presente nas casas muito provavelmente foi gerado na própria casa ou na vizinhança. e que se não for feito nada com relação aos criadouros centenas de pernilongos serão formados a dia a dia.

Criadouros

Existem desde criadouros bem grandes como represas, lagoas e remansos de rio a criadouros pequenos como depressão em estradas, vasos de plantas, pneus, oco de árvores e folhas.
Para se evitar esses criadouros em casa deve-se remover a água parada de vasos ou colocar terra, fazer limpezas periódicas das caixas d’água ou dedetizar. Deve-se também remover grandes vegetações periféricas rotineiramente pois o sol atrapalha os criadouros de pernilongo.
Caso identifique a presença de um piscina abandonada ou terreno baldio é fundamental comunicar às autoridades competentes para que o proprietário seja acionado e remova essas condições que facilitem a proliferação do mosquito. Normalmente os órgão competentes pertencem às prefeituras dos municípios.
É importante salientar que a presença dos mosquitos é um problema de saúde pública e que para evitar a sua proliferação não basta esperar os órgãos responsáveis. As ações de cada um são fundamentais ou para evitar os criadouros em casa ou para identificar e chamar as autoridades para cumprirem o seu dever em ambientes públicos ou abandonados.

           

Você sabia?

Os pernilongos são oportunistas e, além dos humanos eles também picas animais como cachorros e gatos.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites