COMO EVITAR PICADAS DE PERNILONGOS/ MOSQUITOS

Mosquito dengue

 

Em meses que ocorre um aumento de chuvas e do calor, ocorre um aumento da proliferação de pernilongos/ mosquitos e, consequentemente, um risco maior de doenças como Dengue, Zika, Chikungunya, Febre Amarela e Malária que são transmitidas por picadas de pernilongo/ mosquitos. Existem muitas informações sobre como se evitar a picada na internet porém muitas delas sem nenhum fundamento.

 

Por esse motivo, listamos aqui as 5 melhores maneiras/estratégias, comprovadamente eficientes,  para evitar a picada de pernilongo.

1. Barreiras Mecânicas

Dentre as barreiras mecânicas, sem dúvida a que tem melhor resultado é o véu. Usar véu cobrindo toda a cama é uma maneira simples, relativamente barata, sem efeitos  colaterais e que evita de o mosquito picar a pessoa. É possível ainda colocar repelente nesse véu dificultando ainda mais a aproximação do mosquito. O véu tem que ser lavado de tempos em tempos e isso tira o efeito do repelente usado.Dentre as barreiras mecânicas, sem dúvida a que tem melhor resultado é o véu. Usar véu cobrindo toda a cama é uma maneira simples, relativamente barata, sem efeitos  colaterais e que evita de o mosquito picar a pessoa. É possível ainda colocar repelente nesse véu dificultando ainda mais a aproximação do mosquito. O véu tem que ser lavado de tempos em tempos e isso tira o efeito do repelente usado.

Essa estratégia pode ser usado por pessoas de qualquer idade mas é especialmente indicada para crianças principalmente recém nascidos, porque outros métodos como repelentes de tomada, repelentes de passar na pele não são recomendados.
Além do véu, outro exemplo de barreira que pode ajudar muito são as telas nas portas e nas janelas. Se conseguir deixar as vias de entrada do mosquito o tempo todo com tela isso ajuda muito a evitar as picadas durante a noite.

2. Uso de Repelentes

Os repelentes de pele funcionam, mas existem algumas informações muito importantes a saber.

a) Dentre os repelentes de mercado, existem 3 tipos que são comprovadamente eficazes: o DEET ( Dietiltoluamida com concentrações de 20% a 50%, a Icaridina/Picaridina a 20% e o IR3535 (Butil - Ethylbutylacetylaminopropionate).

Antes de comprar o repelente, deve se checar se ele é feito de algum desses compostos.

b) Para se ter uma efetividade máxima no uso de repelentes, estes devem ser aplicados em áreas expostas com generosidade (passar quantidade boa para cobertura de toda a área). Se alguma área ficar sem o repelente, é nessa área que o mosquito vai picar. Conforme vai passando o tempo, a eficácia do repelente vai diminuindo principalmente devido ao suor ou água. Isso significa que de tempos em tempos, o repelente deve ser reaplicado. O tempo recomendado para reaplicação varia de acordo com o produto. Existem repelentes que devem ser reaplicados de 2 em 2 horas e outros de até 10 em 10 horas. Esse tempo pode variar dentro da mesma marca de repelente a depender da dose. Quanto menor a concentração do produto, menor o tempo de proteção, e em alguns casos, por causa dessa baixa concentração esses repelentes protegem por tão pouco tempo que não devem nem ser recomendados. Por isso o melhor mesmo é ler e ficar atento às recomendações do fabricante que ficam atrás do repelente.
Além disso, o repelente deve ser sempre o último produto a ser colocado na pele. Por exemplo, se for usar maquiagem, protetor solar, cremes hidratantes, perfume, é importante sempre deixar o repelente para ser colocado por último. E também não é recomendado colocar tudo de uma vez para que não ocorra reação entre os produtos. Sempre é bom esperar alguns minutos entre a aplicação de um produto e outro.

c) Existe comprovação do beneficio do repelente em spray aplicados sobre roupas e tecidos. A Icaridina, por exemplo, pode ser usado em tecidos (roupas e mosquiteiros), com duração de proteção de 3 dias.

d) Grávidas também podem usar repelentes. Para bebês recém nascidos de até 6 meses de idade não é indicado uso de repelentes pela sua toxicidade.

3. Repelentes de Tomada

Os repelentes de tomada são comprovadamente eficientes contra o pernilongo mas é preciso ter alguns cuidados com o uso. Isso varia de acordo com o fabricante. Mas existem alguns cuidados mais comuns entre eles:
Os repelentes de tomada são comprovadamente eficientes contra o pernilongo mas é preciso ter alguns cuidados com o uso. Isso varia de acordo com o fabricante. Mas existem alguns cuidados mais comuns entre eles:a) Esse produto não deve ser usado em ambientes com pouca ventilação. Isso significa que não é recomendado deixar o quarto fechado e com o repelente de tomada funcionando. Se for usar, ao menos a porta deve estar aberta.
b) Não deve ser utilizado por pessoas asmáticas e com problemas de alergia respiratória como rinite.
c) O aparelho conectado a tomada deve ficar a uma distância mínima de 2 metros da cabeça da pessoa.
d) Se tiver filho pequeno, lembre do risco de tentar tirar da tomada, inalar ou mesmo ingerir o líquido.
e) Fundamental checar essas informações na caixinha do repelente de tomada que estiver pensando em comprar.

4. Inseticida em spray

Os inseticidas em spray são eficazes em matar o mosquito, mas sua ação é de curta duração. São usados, principalmente, à noite antes de dormir. A recomendação é aplicar no quarto, principalmente, nas áreas onde tem o mosquito e deixar tudo fechado até a hora de dormir.
Lembrando que devem ser evitadas a permanência de pessoas e animais no ambiente durante a aplicação, seguindo as recomendações do fabricante.

5. Repelentes em espiral

Os repelentes em espiral, aquele que parece um incenso, eram muito usados no passado e realmente funcionam. Porém, a fumaça que eles produzem é nociva às pessoas e animais. Por esse motivo, Não devem ter o seu uso prolongado e frequente.Os repelentes em espiral, aquele que parece um incenso, eram muito usados no passado e realmente funcionam. Porém, a fumaça que eles produzem é nociva às pessoas e animais. Por esse motivo, Não devem ter o seu uso prolongado e frequente.
Além disso outras informações podem ajudar. O ar condicionado é bom. O mosquito, de uma maneira geral, evita lugares frios. O uso de ventiladores também ajuda pois o vento gerado pelo ventilador pode atrapalhar o voo do mosquito. Porém, só se tem esse benefício se o vento estiver indo diretamente na pessoa.
Utilizando essas estratégias, a chance de ser picado por algum mosquito/ pernilongo diminui bastante. Caso seja picado(a), é fundamental prestar atenção nos sintomas relacionados às doenças como Dengue, Zika ,Chikungunya, Febre Amarela e Malária, sobretudo se estiver nas áreas endêmicas

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites