CRIANÇA COM BRONQUIOLITE: O QUE É? QUAIS OS SINTOMAS?

A Bronquiolite é uma inflamação nos bronquíolos dos pulmões. Na enorme maioria das vezes, o principal causador é o vírus chamado Vírus Sincicial Respiratório, mas também pode ser causada por outros vírus, como o Rhinovirus, Metapneumovirus, Parainfluenza, Influenza e outros.
A Bronquiolite geralmente ocorre em crianças de até dois anos de vida, e é a causa mais comum de internação hospitalar em crianças pequenas. É mais frequente do que as pessoas imaginam. Estima-se que até 36% das crianças terão bronquiolite até os dois anos de idade, ou seja, uma em cada 3 crianças terão bronquiolite. A bronquiolite é mais comum no outono, entre março e junho, do que no inverno.

A Bronquiolite é uma inflamação nos bronquíolos dos pulmões. Na enorme maioria das vezes, o principal causador é o vírus chamado Vírus Sincicial Respiratório, mas também pode ser causada por outros vírus, como o Rhinovirus, Metapneumovirus, Parainfluenza, Influenza e outros. A Bronquiolite é uma inflamação nos bronquíolos dos pulmões. Na enorme maioria das vezes, o principal causador é o vírus chamado Vírus Sincicial Respiratório, mas também pode ser causada por outros vírus, como o Rhinovirus, Metapneumovirus, Parainfluenza, Influenza e outros.

Os sintomas de Bronquiolite se parecem muito com os de um resfriado comum, como tosse, nariz entupido, coriza, febre, irritabilidade em bebês pequenos e recusa alimentar. O diagnóstico é feito somente com o exame físico do médico Pediatra, através da ausculta pulmonar e, a princípio, não há necessidade de outros exames.
Existem alguns sintomas que indicam que o caso é mais grave e que na medicina chamamos de sinais de alerta:

  • Dificuldade para respirar: a criança precisa fazer força para respirar
  • Diminuição do volume de xixi, que pode ser percebido pela fralda sempre seca.
  • Cianose: cor roxa nos lábios e/ou dedos
  • Sonolência excessiva
  • Interrupção da ingesta de líquidos

Dificuldade para respirar: a criança precisa fazer força para respirar Dificuldade para respirar: a criança precisa fazer força para respirar Sonolência excessiva Interrupção da ingesta de líquidos

Se qualquer situação dessas acontecer procure um serviço de Pronto Atendimento.
Além disso existem mais dois aspectos a se destacar:
O primeiro deles se refere aos pacientes com maior risco de gravidade quando estão com Bronquiolite, e que é necessário ficar ainda mais atentos a esses sinais de alerta:

  • Bebês prematuros
  • Crianças com menos de 1 ano de vida
  • Crianças que têm contato com a fumaça do cigarro
  • Crianças com doenças pulmonares crônicas (Asma / Bronquite)
  • Crianças com doenças no coração
  • Crianças com doenças neurológicas
  • Crianças com Imunodeficiência (doenças de imunidade)

O segundo aspecto se refere ao que deve ser feito para diminuir os riscos de Bronquiolite:

  • Todos da família devem lavar das mãos com água e sabão e uso de álcool gel.
  • Evitar contato com a fumaça do cigarro.
  • Evitar aglomerados.
  • Vacinação para Influenza (Gripe) nas crianças acima de 6 meses de vida.
  • Evitar contato com outras pessoas doentes.

Todos da família devem lavar das mãos com água e sabão e uso de álcool gel Evitar contato com a fumaça do cigarro Evitar aglomerados Vacinação para Influenza (Gripe) nas crianças acima de 6 meses de vida
Se houver suspeita que a criança está com Bronquiolite, é necessário prestar atenção nos sintomas e procurar um médico Pediatra.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites