O que é gordura no fígado

A gordura no fígado é também chamada de Esteatose Hepática. O acúmulo de gordura no fígado em geral não causa sintomas. Isso significa que se alguém tem esse problema, é possível que esta pessoa não sinta nada ou, talvez, nem saiba que tenha gordura no fígado.

Existem três aspectos importantes a serem destacados a respeito da esteatose hepática:

As principais causas de esteatose hepática são:

  • O uso excessivo do álcool;
  • Obesidade e diabetes, que estão associadas à doença hepática gordurosa não alcoólica;
  • Pressão alta;
  • Colesterol;
  • Alguns medicamentos;
  • Doenças crônicas do fígado como a hepatite B e a hepatite C.

Por conta de hábitos da vida moderna com pouca atividade física e dieta hipercalórica, a obesidade e diabetes são doenças que estão cada vez mais frequentes no Brasil e no mundo. O resultado disso é que a esteatose hepática também está se tornando um importante problema de saúde pública. Estima-se que 25 a 30% da população mundial tenha doença hepática gordurosa não alcoólica. Não é por acaso que essa é a doença hepática crônica mais comum.

Consequências de se ter gordura no fígado

Quem tem gordura no fígado, a chamada doença hepática gordurosa não alcoólica, tem risco aumentado de ter doenças cardiovasculares, como o infarto e derrame. Essas doenças são as principais causas de morte no Brasil e no mundo

Além disso, é importante saber que a doença gordurosa no fígado costuma aparecer antes do infarto ou do derrame, e por isso funciona como um alerta. Ou seja, se uma pessoa tem gordura no fígado, além se preocupar com o fígado propriamente dito, é preciso também se preocupar com a prevenção dessas doenças cardiovasculares associadas. Isso acontece se a doença hepática gordurosa não alcoólica está intimamente associada à síndrome metabólica, um conjunto de alterações composto por obesidade, diabetes, elevação do colesterol e da pressão arterial.

Essa gordura pode prejudicar diretamente o funcionamento do fígado, dependendo da pessoa e da gravidade do caso. As pessoas podem ter gordura no fígado sem grandes repercussões, a chamada esteatose simples, que é a mais comum.

Entretanto, algumas pessoas podem ter inflamação associada (chamada de esteatohepatite) e até mesmo a formação de cicatrizes no fígado (chamada de fibrose hepática). Em alguns casos até mesmo cirrose ou câncer de fígado podem se desenvolver como consequência desse acúmulo de gordura no fígado.

As pessoas com maior risco de ter complicações relacionadas à gordura no fígado, o que na medicina chamamos de grupo de risco, são:

  • As que têm vários componentes da síndrome metabólica, como a obesidade, principalmente abdominal, ou seja, quando se concentra mais na barriga, e diabetes;
  • Pessoas mais velhas, mulheres na menopausa;
  • Pessoas com alterações persistentes nos exames de sangue que avaliam o fígado (enzimas hepáticas).

Como descobrir que tem esteatose hepática

Exames de imagem como ultrassom ou ressonância magnética podem detectar essa alteração. Algumas alterações em exames laboratoriais que avaliam o fígado podem sugerir o problema e indicar uma investigação mais completa. Se uma pessoa tem os fatores de risco para gordura no fígado como obesidade, diabetes, hipertensão, colesterol alto, ingere bastante bebida alcoólica, é recomendado que se faça uma avaliação do seu fígado.

Confirmado o diagnóstico de esteatose hepática não é recomendado que siga o tratamento da vizinha ou faça dietas mirabolantes que viu na Internet, e sim que consulte um médico. Para a gordura no fígado o médico mais indicado é o Gastroenterologista clínico ou Hepatologista, que frequentemente fará o acompanhamento em conjunto com nutricionista, nutrólogo, endocrinologista ou cardiologista.

Assista no vídeo a seguir a explicação de nosso especialista!

Inscreva-se em nosso canal. 

Postamos vídeos novos todas as quartas às 11h!

Fique conectado

Acesse nosso facebook.

Fale conosco por e-mail:

Receba as novidades do Dr. Ajuda direto no seu e-mail!



Copyright – All rights reserved – Estes vídeos não dispensam uma consulta médica.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites